5 de janeiro de 2012

Juntos de mãos e corações dados


Um ano a mais se inicia e com ele nossos sonhos, objetivos e ideais. Certamente todos nós estamos animados com a chegada deste ano. Que seja um ano de muitas realizações pra todos nós. Que seja um ano de muitas mudanças, começando por cada um de nós. Sempre com a chegada de um ano novo, gosto de olhar para frente e no longe/perto sorrir para as possibilidades que surgirão e aquelas que faremos surgir.
Não fiquemos remoendo e criando dentro de nós fatos e circunstâncias de 2011, nada que façamos irá mudar o 2011. Portanto, junto com 2011 deixemos de lado as pessoas que nos roubaram interiormente. Deixemos de lado as pessoas que não nos merecem. Deixemos de lado as pessoas que querem cuidar da nossa vida. Deixemos de lado as pessoas passageiras. Deixemos de lado as pessoas que nos decepcionaram. Deixemos de lado as pessoas falsas e medíocres. Deixemos de lado as pessoas interesseiras e gananciosas. Deixemos de lado as pessoas que foram más conosco, elas jamais serão felizes sempre receberão a paga com o mal.  
Que 2012 seja um ano de conhecer pessoas que transformem nossa vida. Que seja um ano de situações que nos ajudem a crescer, ser mais gente. Que seja um ano de surpresas que nos surpreendam. Que seja um ano de risos, de alegria para alegrarmos as pessoas ao nosso redor. E se durante o ano passar por situações de lágrimas que elas se transformem em experiências de vida para superarmos de perdas e decepções. Se durante ano sangrarmos, que encontremos pessoas que nos ajudem no processo de cicatrização das feridas. Que seja um ano de conhecer pessoas se eternizem em nós. Que seja um ano de conhecer pessoas que cruzem nosso caminho e seja nossa felicidade. Que seja um ano de nos orgulharmos da nossa vida e das nossas escolhas. Que seja um ano de semearmos amizade onde passarmos e que distância mesmo trazendo saudade nunca nos faça esquecermos uns dos outros, porque assim não existirão nem distância e nem esquecimento para quem ama. Mesmo que eu não te amasse tanto assim, jamais deixaria de ser amor.