27 de fevereiro de 2011

NA MANHÃ DO DOMINGO


Na manha do domingo, dia 27 de fevereiro de 2011, algo acontecia diferente na Paróquia Santos Anjos na cidade de São Carlos. Numa garagem ainda em construção assim como a Igreja, pessoas se paramentam, colocam o peso do seu ministério sobre seu corpo para testemunhar no que foram instituídos ou ordenados. Dentro da Igreja pessoas chegam algumas estão curiosas, outras estão ofegantes, outras alegres e algumas tristes. Enquanto os daqui fazem festa, os de lá sofrem com a separação. Mas todos estão aqui, tristes ou alegres, num só coração, para comungar um só Corpo e fazer memória de quem se eterniza em nós pelo sacramento. Durante a Celebração, lê-se a provisão redigida e assinada pelo bispo diocesano, sucessor dos Apóstolos, que quis confirmar um pouco da sua Igreja Particular de São Carlos, a Paróquia Santos Anjos a mim, servo dos servos. Depois é entregue a mim as chaves da Igreja, que responsabilidade, as chaves que nos ligam não somente uns aos outros na Igreja terrestre, mas que nos convidam no memorial experimentar a Igreja Celeste. 
 Em seguida a chave do Tabernáculo, que momento transcendente, o Divino que se autorrestringe na encarnação e no movimento Kenótico se faz gente como a gente. É o pão do Céu, que minhas mãos ungidas e consagradas pelo eterno, possibilitam encurtar a distância do Céu e a Terra e vivenciar o memorial de Cristo. Isto realizado se diz; a paróquia santos anjos tem novo pároco e o novo pároco nova missão. Terminada a celebração Eucarística, ao tirar minha estola percebo que está mais pesada, e, que agora não carrego somente a Cruz do Cristo, mas também a Paróquia Santos Anjos e todas as santas almas a mim confiadas.
O sonho do menino pobre lá do sítio se tornou realidade no sacerdócio do padre Renato Gonçalves e é graças a este sacerdócio que Cristo Eucarístico se fará alimento e força na caminhada rumo a Jerusalém Celeste. E agora ao fechar os olhos, sinto um alarme que vem para me lembrar e lembrar a todos: CORAGEM !