30 de janeiro de 2011

LÁGRIMAS QUE ANUNCIAM VIDA NOVA

Perdão se hoje falo de lágrimas, perdão se hoje me apresento a você de forma triste e insatisfeito, quantas vezes nossa vida é assim. Se você tiver tempo e paciência, deixe-me partilhar minhas lágrimas com você, e se quiser partilhar as suas comigo, podemos juntos semear uma vida nova.
Gosto quando certo poeta declara acreditar somente em quem chora. Penso que quem chora abre dois caminhos na vida: aceitação da perda e a semente da vida nova. Quem chora declara através das lágrimas o desejo e a tristeza da perda. Quem chora declara o desejo e a esperança, ainda no inconsciente, de uma vida nova. Ao chorar rega sua vida com lágrimas para uma nova possibilidade.
Com as lágrimas saem os sentimentos de tristeza, de ódio, de medo. E dá lugar a uma nova chance.
Entendo que na vida, existem situações e pessoas que gostaríamos que fizessem para sempre parte de nossa vida. Mas não é assim. A chegada e a partida. A flecha e a cicatriz se completam, uma depende da outra.
Por isso quando alguém parte da nossa vida, abre um lugar para outra que chegará. É verdade que ao partir ela causa lágrimas que caem já anunciando que o lugar está livre para outra chegada.
Sei que em nossa vida nada e ninguém são pra sempre, nós somos passageiros. Porém antes do recomeço a pessoa que parte sempre vai nos fazer falta. O choro jamais será sinal de fraqueza quando se quer mudar.
Se hoje passei pela sua vida e você pela minha, vamos chorar juntos para que juntos desocupemos o lugar que já não nos pertence mais.
Pode ser que hoje na sua vida existam muitas lágrimas, saiba fazer delas esperança para uma vida nova. Saiba e aprenda libertar quem o fez ou você fazia escravo .
Nunca faça das lágrimas, revolta e ódio, pois assim você não estará anunciando vida nova, mas uma vida pressa num passado feliz ou triste, frustrante ou realizador, mas que não existe mais. Lagrimas são só choro quando não se quer mudar. Lágrimas se transformam em vida nova para quem tem coragem de aceitar e acima de tudo se despedir sem olhar para trás, mas acreditar que nas lágrimas derramadas há um recomeço nos esperando. Na saudade do passado há sempre um espaço para no hoje viver a vida nova e a felicidade do amanhã.


Meu Carinho, amizade e minha bênção.